Início Editoras Parceiras Blogs Parceiros Autores Parceiros Contato undefined

29 de jun de 2013

Resenha: O Clã dos Magos - Trudi Canavan

Informações:
  • Título Original: The Black Magician’s Guild
  • Autora: Trudi Canavan
  • Editora: Novo Conceito (cortesia)
  • Páginas: 446
  • ISBN: 9788581630007

Sinopse: ‘’Algo revirou no estômago de Sonea, e ela segurou com mais força a pedra. Tirou-a do bolso e estimou seu peso. Era das pesadas. Virando-se de frente para os magos, reuniu toda a raiva que sentia por ter sido expulsa de casa, todo o ódio natural pelos magos e atirou a pedra contra o mago que havia acabado de falar. (...) O velho mago parou: - Se essa jovem for uma natural, devemos esperar que seja mais poderosa que o aprendiz mediano, possivelmente ainda mais poderosa que o mago mediano.’’ O maior medo do Clã se tornou realidade. Uma selvagem poderosa não treinada está perdida em Imardin e deve ser encontrada antes que seus poderes libertem forças que destruam a ela e à cidade, que é seu lar.

Resenha: Desde o início estava um tanto receosa para iniciar a leitura de O Clã dos Magos, já que, por algum motivo que eu mesma desconheço, o livro nenhuma vez chegou a me chamar muito a atenção. Apesar de ser de um gênero que eu geralmente aprecio, o livro acabou por ficar guardado na estante até eu reunir coragem para finalmente começar a leitura e, de início, pensei que tinha razão. Mas, felizmente, a autora conseguiu me conquistar ao longo da narrativa e me encantar com a fascinante história de Sonea e o mundo em que vive.

Sendo o livro dividido em duas partes, a história começa com um ritmo lento apesar da descoberta de Sonea de possuir poderes mágicos e se arrasta um pouco até sua metade. Isso acabou fazendo com que minha leitura fosse devagar e realmente acreditei que a trama não me envolveria por completo em momento algum. Sentia falta de mais uso de magia por conta de Sonea e de conhecer melhor os magos do clã – principalmente Lorde Rothen e Lorde Dannyl, os quais já haviam me conquistado logo de início - que se limitavam simplesmente a procurá-la. Acredito que nesta primeira parte a autora poderia ter reduzido muitas passagens dispensáveis, o que tornaria a leitura mais ágil e até mesmo mais prazerosa.

Porém, felizmente, a segunda parte é exatamente o contrário da primeira: com muitas descobertas interessantes, situações envolventes e muito mais do clã do que víamos no começo, ela me arrebatou de uma maneira que eu não esperava. Me senti intimamente ligada à história de Sonea e se, num primeiro momento não ansiava por continuar a leitura, agora não conseguia largá-la. Fui cada vez mais me afeiçoando aos personagens – mais ainda à Lorde Rothen, o qual considero agora meu personagem favorito neste primeiro volume da trilogia – e me senti intrigada com muitos acontecimentos na história. Terminada a leitura, senti falta dos personagens de um modo que até me assustou, pois não imaginei que me sentiria tão ligada à eles.

Portanto, fico contente em anunciar que da metade para o final o livro me envolveu de uma maneira tão inesperada que superou e muito todos os meus desgostos iniciais. Logicamente que, por conta de seu início fraco, foi impossível considerar o livro como um favorito, mas é sim uma leitura que vale muitíssimo a pena e que, se você der ao livro uma chance, ele vai te surpreender. Estou agora ansiosíssima para ler as sequências e só espero que elas contenham a agilidade do desfecho do livro – que deixou muitas pontas soltas para o segundo volume - e não a monotonia do começo.

Nota: ☻☻☻☻☺ (Muito Bom)

9 comentários:

  1. Isso já aconteceu comigo, não gostar no começo e na metade começar a gostar. E já tenho os 3 livros da trilogia e não tenho nem vontade de começar a ler. Um dia quem sabe, rs.

    Beijos,
    Mand - Outbreaks.

    ResponderExcluir
  2. Essa série me conquistou gradativamente e amei o fim dela. Leia porque vale a pena. Também achei que a autora se prendeu em detalhes desnecessários na primeira parte do livro e que dava para ter reduzido um bocado, mas depois "compensou" um pouco. Os outros são bem melhores!

    Gosto de fantasia e essa é uma série excelente do gênero.

    www.amorporclassico.com

    ResponderExcluir
  3. Andressa!
    Realmente tenho de concordar que o início do livro não foi tão empolgante, principalmente por ser a fuga de Sonea e ficou um tanto cansativo, mas da metade para o final é fantástico, vale a pena.
    Parabéns pela resenha.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  4. Ahhh eu estou doidinha para ler esta trilogia. Este tipo de história sempre me chama a atenção! Não teria conseguido deixar na estante por muito tempo como você! hahaha

    ResponderExcluir
  5. Já o título me interessou agora, depois de ler sua resenha, muito bem escrita por sinal, eu fiquei mais a fim de ler ainda.

    ResponderExcluir
  6. Oii!
    Tem livros que é assim, no começo é chato, mas do meio pro final melhora! :P
    Esse está na minha lista para ler em breve!
    Beijos

    Elidiane - Leitura entre amigas

    ResponderExcluir
  7. Adorei!!! Aproveitando a oportunidade, deixei um selinho pra você lá no meu blog...
    http://gypsyheart-sweetgirl.blogspot.com.br/2013/07/selinho.html
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  8. A trilogia é a que mais desejo nos últimos meses. Já li várias resenhas sobre eles e a maioria são positivas. Isso só aumenta a minha vontade de ler os três livros. O começo de uma trilogia é importante pra nos prender ou não e embora o começo tenha sido fraco ainda bem que do meio para o fim ele enfim te prendeu. rs Espero em breve ler toda trilogia :)

    ResponderExcluir
  9. Resenha bem estruturada, abordando pontos importantes do livro, nos dando uma boa noção sobre o enredo, facilitando o entendimento dos leitores.

    ResponderExcluir